Em defesa da greve

Um excelente artigo

Socialismo Revolucionário

Artigo de Ismail X, Socialismo Revolucionário Lisboa.

Piquete de greve dos estivadores do porto de Setúbal que foi rompido pela polícia de choque no dia 22 de Novembro. (Fotografia de Carlos Santos/Global Imagens)


A classe trabalhadora em Portugal levantou em 2018 a maior onda de greves desde 2013. E apesar de a maioria destas paralisações se dar em sectores da função pública — como os professores, os enfermeiros e tantas outras profissões do sector da saúde ou os bombeiros —, as greves no sector privado também têm aumentado, com os estivadores do Sindicato dos Estivadores e da Actividade Logística (SEAL) uma vez mais a constituir um exemplo brilhante para toda a classe trabalhadora.

Esta agitação fez novamente estalar o fino verniz de esquerda que cobre o governo. Tal como em 2016, o PS voltou a violar o direito à greve, enviando polícia para romper o piquete no porto de Setúbal

View original post mais 2.675 palavras

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.