Devagar

Devagar,
retomo o dia a dia peregrino.

Hoje,
como ontem,
talvez como amanhã,
redesenho
passos sonâmbulos,
voltas bêbadas,
percursos mistério.

Ando por aí,
procurando
nos outros
o eu que me falta

Devagar,
regresso
às coisas que passam
aos espaços que se esfumam
nestes dias de regresso,
sem regresso,
de onde não quero regressar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.